domingo, 6 de dezembro de 2009

AGRESTE


 

Agreste, duro e belo caracterizam algumas das imagens, textos e problemas da autoria do meu irmão Arménio Correia.

Como ele me disse:
"As coisas boas devem ser partilhadas e se possível servirem como exemplo de bem estar e estar bem com a vida"

www.armeniocorreia.blogspot.com/

5 comentários:

  1. Olá Nuno
    O teu irmão tem toda a razão... pelos vistos a sensibilidade e o bom gosto são parte integrante da tua familia.
    É bom vir aqui saborear um pouco da nossa alma portuguesa...
    Conheço mal o norte, mas através de ti, vou percorrendo os teus caminhos... e sentido-me por isso mais afortunado.

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. São paisagens aGrestes do Rio Côa junto a Cidadelhe (Porta Sul do Parque Arqueológico do vale do Côa). As pessoas mais idosas da aldeia, contam que antigamente as faias, pequenos pedaços de terra entre as rochas nas margens e encostas do rio, eram cavadas à enxada e, em função dos anos agrícolas, eram colhidas umas fanegas de pão que mataria a fome às famílias!
    Alguns desses velhotes já morreram e a aldeia ficou mais pobre. Aprendi e convivi com muitos deles... A riqueza das comunidades são as pessoas e, essa riqueza também está a desaparecer num interior cada vez mais desertificado. No que me toca, já contribui e continuo a contribuir para que esta aldeia não morra. Não deixarei que as oliveiras centenárias, que me caberão por herança, caiam por terra e desse modo sobrevivam durante muitos mais anos para que o meu filhote também acabe por as herdar.

    Nuno, aproveito para registar, no teu blog, o meu obrigado pelo apoio que tens dado aos nossos velhotes. Ainda bem que eles tiveram forças e criaram uma novena fechada por ti!

    Um grande abraço,
    Arménio Correia

    ResponderEliminar
  3. Já visitei o blogue de teu irmão e gostei do que vi, e admiro-vos pela vossa vontade em perservar esses ambientes que aos poucos se vão desertificando e ficando abandonados, abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  4. Estou a ver que o talento e a sensibilidade vem de família, Nuno! paisagem soberba! parabéns!;)
    Beijinho e bom fim de semana;)

    ResponderEliminar