segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Na aldeia






Pelas ruas da Alegria e Esperança o mais desperto e atento é o cão, ao ver o triste e simpático burro desata a ladrar como se a rua fosse toda dele, a cabrita mal o vê encosta tudo á direita e de passinhos mansos e cabeça baixa dá tempo para as vacas passarem uma por uma até virar a esquina e respirar de alivio!



Na aldeia...

3 comentários:

  1. Oh Nuno, tu levas-me a passear sem saberes;)

    ResponderEliminar
  2. Levas a Sofia e levas-me a mim... às vezes penso que estas cenas rurais já não existem...
    Muito engraçado e apropriado o texto.
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Pronto, então vamos todos, Walter, se o nuno estiver pela conta;)

    ResponderEliminar