domingo, 13 de dezembro de 2009

Terras do Demo

Terras do Demo – Terra de Homens


Uma vez um homem travou do bordão e partiu a correr as sete partidas do mundo. Andou, andou até que foi dar a uma terra de que ninguém faz ideia.


Terras do Demo


Terras do Demo se chamou esta terra. E Aquilino Ribeiro foi o cronista-mor desta pátria estranha onde nenhum rei passou em seu governo.
Conta a sua história desde o princípio do mundo, desde as orcas. Fala dos homens e da terra.
Os homens são camponeses e pastores quase todos. Regam com suor a terra ou dormem no monte com as ovelhas. Pesam-se a trigo, cumprindo promessas e correm com os gados à volta de capelas que encobrem grutas onde a divindade se revelou a uma criança.
Nascem e morrem como o dia e a noite, desdobram a vida como a Mãe-Natureza faz com as estações.
Partilham o pão com os mendigos e os peregrinos. Vigiam as fronteiras indecisas que se abrem à senha de almocreves, às vozes dos senhores padres, aos empurrões da Justiça e da Fazenda, que se abrem mal aos passos do mestre-escola.


Têm as feiras e as romarias para seu encontro. E a festa do oráculo. E os balcões da taberna. E os serões. E as noites de inverno em casa, e os lumes da urze e os caminhos sombreados de castanheiros antigos e a mansidão dos pinheirais e o coração que salta no peito sempre que chega o tempo do amor. E ciúme, facadas, um corpo levado numa manta e os choros das mulheres.
Quando a terra se arma em madrasta os homens dão, às vezes, em fugir. Mais os novos. Uns rumam ao Brasil. Outros vão para Franças e Araganças. Vão e vêm, conforme a sorte.
Terras do Demo! A vida dos homens cumprida, como saga contada por um escritor atento e comovido. A vida feita Via Sinuosa que conduz ao Paraíso.
Mas Aquilino Ribeiro suspendeu a crónica num tempo em que o Paraíso ficava ainda distante...










4 comentários:

  1. E essas teras do Demo ficam onde Nuno?! Gostei do vazio e do silêncio(do pouco que vi) da aldeia...

    ResponderEliminar
  2. Sofia as «Terras do Demo» situam-se numa área geográfica que abrange todo o concelho de Vila Nova de Paiva e parte de Moimenta da Beira, Sátão e Sernancelhe, no distrito de Viseu.
    Tal como Aquilino também sou um filho destas Terras do Demo, centralizadas na Serra da Nave, mas sempre com vista para o Montemuro, o Caramulo e até a Serra da Estrela.

    ResponderEliminar
  3. Gosta-va muito de vos receber.
    Quando podes passar por cá?

    ResponderEliminar