sábado, 8 de maio de 2010

Alvenaria

5 comentários:

  1. Pedra sobre pedra sem argamassa!
    Por terras do interior, nos últimos anos, surgiu um negócio lucrativo para alguns e uma migalha para outros. Toneladas e toneladas de lanchas são catadas nos terrenos e levadas para Espanha por meia dúzia de euros...

    ResponderEliminar
  2. Há quantos anos terá sido... e, no entanto, apesar de rudimentares, estão lá e ainda não caíram...
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Não cairam algumas! Porque, como diz o Arménio - e é um facto facilmente comprovável - algumas já foram para Espanha...por umas migalhas... Os portugueses têm, decididamente, um problema...não sabem que " quem guarda aquilo que não presta, tem o que precisa" - é tudo uma questão de olhar mais além...
    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  4. Olá Nuno, visitei este blog através de um comentário existente no blog do Rafael sobre a Granja do Tedo.
    Felizmente o meu trabalho apesar de rotineiro tem a vantagem de andar pela estrada e conhecer muitas terras, que cada semana que passa estão um pouco diferentes (de acordo com a época do ano). Quintela da Lapa outra bela aldeia, que também conheço.

    Eu como Trasmontano dedico quase em exclusivo o meu blog a Trás-os-Montes, apesar de ter alguns post's da Beira (junto a Trás-os-Montes).

    Na minha pagina no flickr há muitas fotos sobre arquitectura tradicional.

    Mais um blog que vou passar a visitar.

    Um abraço,
    JP Nascimento

    ResponderEliminar