segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Fráguas - Vila Nova de Paiva








O primeiro raio de sol despertou-me para o dia, em todos os cruzamentos sentia que estava perdido.
Sem perceber porque o carro parou na Vila de Fráguas, nas esquinas das ruas solarengas o território era de gatos, ao verem-me os cães destemidos corriam para mim a ladrar, não mostrava medo e com o passar do tempo eram companheiros. Quando em vez ouvia-se os guinchos do porco até ao ultimo suspiro na aldeia em que o som de fundo é a bravura do rio Paiva.

Gostei de passar por lá aquele dia...





5 comentários:

  1. rapaz!!!!!!!! ja usas photoshop? a foto da porta azul......... ui

    ResponderEliminar
  2. Nuno,

    É bom visitar, nem que seja “virtualmente”, essas terras que são do “Demo”!
    O meu bem-haja por me levares a conhecer a vila de Fráguas.

    Um abraço com votos de
    BOM NATAL e PRÓSPERO ANO NOVO
    Arménio Correia

    ResponderEliminar
  3. eu também gosto de passar por aqui!

    Um santo e feliz natal para ti e para os teus...

    abraço

    walter

    ResponderEliminar
  4. Obrigado por este bom trabalho sobre a minha aldeia.
    Jorge Amaro
    www.fraguas.org

    ResponderEliminar