domingo, 23 de janeiro de 2011

Vila Cova à Coelheira, Rio Covo - Beco da Paz.

O rio Covo nasce ali ao lado naquelas serranias no Alto Paiva, calmo e como que perdido nos campos agrestes das Terras do Demo de vez em quando é desviado pelas levadas para os moinhos, move turbinas de madeira e mós de granito, esmaga o trigo polido para as padarias do Beco da Paz que por sinal estão em guerra e abandonadas.

Sem comentários:

Enviar um comentário