sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Tancos-Portugal




Azul do Tejo e do céu, amarelo dos campos e dos contornos das fachadas, vermelho da ceramica e do sangue que corre nas veias deste País..

1 comentário:

  1. Nuno,
    uma viagem da ancestral austeridade do granito em direcção à renovada leveza da cal.
    Cumprimentos e boa sorte.

    ResponderEliminar