segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Espero


Espero


Espero sempre por ti o dia inteiro,
Quando na praia sobe, de cinza e oiro,
O nevoeiro
E há em todas as coisas o agoiro
De uma fantástica vinda.

As ondas quebravam uma a uma
Eu estava só com a areia e com a espuma
Do mar que cantava só para mim.


( Poema retirado do livro Mar, de Sophia de Mello Breyner Andersen, CAMINHO.)



Sem comentários:

Enviar um comentário