sábado, 25 de maio de 2013


3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Nos campos da Flandres crescem papoilas
    Entre as cruzes que, fila a fila,
    Marcam o nosso lugar; e no céu
    As cotovias, ainda corajosamente a cantar, voam
    Escassas, fazendo-se ouvir entre as armas abaixo.
    ,
    Nós somos os Mortos.
    Há poucos dias atrás
    Vivíamos, sentíamos o amanhecer, éramos amados; agora repousamos
    Nos campos da Flandres.

    Tomem a nossa guerra com o inimigo
    A vós entregamos, das nossas mãos moribundas,
    A tocha; que seja vossa, para que a mantenhais ao alto.
    Se traírdes a nossa fé, dos que morremos,
    Jamais dormiremos, ainda que cresçam papoilas
    Nos campos da Flandres.

    John McCrae

    ResponderEliminar