segunda-feira, 31 de março de 2014

Fico Sozinho com o Universo Inteiro


Fico Sozinho com o Universo Inteiro

Começa a haver meia-noite, e a haver sossego,
Por toda a parte das coisas sobrepostas,
Os andares vários da acumulação da vida...
Calaram o piano no terceiro andar...
Não oiço já passos no segundo andar...
No rés-do-chão o rádio está em silêncio...

Vai tudo dormir...

Fico sozinho com o universo inteiro.
Não quero ir à janela:
Se eu olhar, que de estrelas!
Que grandes silêncios maiores há no alto!
Que céu anticitadino! —
Antes, recluso,
Num desejo de não ser recluso,
Escuto ansiosamente os ruídos da rua...
Um automóvel — demasiado rápido! —
Os duplos passos em conversa falam-me...
O som de um portão que se fecha brusco dóí-me...

Vai tudo dormir...

Só eu velo, sonolentamente escutando,
Esperando
Qualquer coisa antes que durma...
Qualquer coisa.

Álvaro de Campos, in "Poemas"
Heterónimo de Fernando Pessoa

Passage du Cairo


sábado, 22 de março de 2014

l'Eglise Saint-Merry


De forma a angariar fundos para a restauração dos órgãos da Igreja de Saint -Merry junto ao Cento Pompidou são promovidos neste templo concertos de musica e exposições de arte, maravilhoso o que se faz e como se faz pela preservação de património.







Le dernier poème

J'ai rêvé tellement fort de toi,
J'ai tellement marché, tellement parlé,
Tellement aimé ton ombre,
Qu'il ne me reste plus rien de toi,
Il me reste d'être l'ombre parmi les ombres
D'être cent fois plus ombre que l'ombre
D'être l'ombre qui viendra et reviendra
dans ta vie ensoleillée.
Robert DesnosDomaine public, 1953

Estive na catedral, lá encontro alguma paz, faço retrospectivas do passado e sonho com um futuro um pouco melhor, descanso e ponho as ideias em dia. Como eu encontro tantos que parecem eu na sombra das catedrais talvez aqui mais próximo de um deus ou de alguém que nos ouça quando estamos sós e falamos em silencio.

quarta-feira, 19 de março de 2014

 
Ficaram tantas coisas por dizer outras tantas por fazer.
Não consigo ver-te mas sei que estarás sempre por lá, saudades tuas Pai...
 

domingo, 16 de março de 2014


Andar onde ninguém anda, desenquadrado no tempo vou fazendo o meu caminho até encontrar o rumo que tarda em chegar...

quinta-feira, 6 de março de 2014