quinta-feira, 28 de agosto de 2014

E tudo aquilo - toda esta frescura lenta da manhã leve, era análogo a uma alegria que ele nunca pudera ter.



E tudo aquilo - toda esta frescura lenta da manhã leve, era análogo a uma alegria que ele nunca pudera ter.

Fernando Pessoa

Sem comentários:

Enviar um comentário