quarta-feira, 1 de outubro de 2014


Fico dias inteiros no meio da floresta a ver as mais belas e naturais estruturas.
os mais bruscos e espantados movimentos dos veados aquando da minha percepção...


8 comentários:

  1. Bom dia, Nuno!

    Verdade ....ou consequência? Era um dos jogos que eu fazia quando frequentava a escola e já mesmo na universidade.
    Que equilíbrio, que "estrutura" ! Parecem-me muitos "braços" a quererem-no entrelaçar, e o Nuno resiste... mas como está lá dias "inteiros", então, gosta, persiste. Veados? Verdade ou lirismo? Perceção (já percebi que não "vai lá muito" com a "cara" do AO-Acordo Ortográfico). É tudo uma questão de tempo e de adaptação, evolução, afirmo mesmo, como tudo na vida. É uma palavra, um "sentido" muito vasto, e que utilizo muito.

    A foto está divinal. Alguém lha tira ou a máquina está preparada para o fazer sozinha (falou, perguntou a ignorância)? Não sei "niente" de fotografia, aliás, nunca me debrucei sobre a arte de fotografar, nem senti, diga-se a verdade, necessidade de o fazer.

    Bom fim de semana com "braços" repletos de "abraços".

    PS: não sei se tem ou não conhecimento, mas quando deixamos comentário, aqui, temos de digitar um número, que, nem sempre é muito "escorreito", percetível. Se pretende assim, para mostrarmos que não somos robôs, assim diz o Blogger, por mim, "na boa". Se desconhecia, e pretende alterar, é muito fácil fazê-lo.

    ResponderEliminar
  2. Verdade. Dias no bosque onde só andam animais selvagens como os veados num refugio longe do Homem e longe desta Sociedade. a fotografia esta em modo automático numa câmara apoiada sobre um tripé o meu pesado companheiro. não conhecia a razão dos números! vou tentar alterar afinal sistemas informáticos ou robôs não escrevem assim desta forma. Um abraço, bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. Era isso que eu esperava ler. 20 valores, todos para si.

    O Nuno é, e como dizia o iluminista Jean-Jacques Rousseau, naturalmente bom, mas a sociedade, ESTA, é feita de e por todos nós, e dificilmente a conseguiremos mudar.
    Eu, também, sou um bocadinho "bichinha" de mato, mas, aqui para nós que ninguém nos ouve, digo-lhe que quando não consigo "vencer" algo ou alguém, "alio-me", com muita elegância e um subtil "cinismo", que nem se nota, e com a vantagem de eu ser mulher (vocês são mais racionais e sinceros).

    Eu sei que há pessoas que não conseguem ter "duas caras", e o Nuno será uma dessas, mas o tempo, as circunstâncias, o "virar dos frangos", vai-nos "moldando", embora mantenhamos a essência.

    Fiquei licenciada em fotografia. Obrigada! Essa do peso, é que não convém, porque a parte óssea, daqui a uns tempos, vai queixar-se.

    Pronto. Ainda bem que sou útil, embora sendo "analfabeta" nestas coisas, mas alterar essa situação é mesmo muito fácil. Na Verificação de Palavra, na página de criação do seu blogue é só clicar no "não". Tem os comentários sob aprovação, no seu blogue, então, é no mesmo sítio.

    Ai, meu Deus, eu escrevo tanto...!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Isto de ser de Humanidades, dá estes "sintomas", e "doença" mesmo. Excusez-moi, como diz o idioma, a cultura que tanto aprecio.

    Boa semana, com muita luz interna e externa.

    ResponderEliminar
  4. Escreva! este blogue depois que a Céu apareceu parece ter ganho vida. Fico sem fotografias ou palavras talvez por ter passado ao lado das Humanidades... os seus blogs pessoais estão online? boa semana

    ResponderEliminar
  5. Gosto de frases imperativas. GOSTO! Obrigada, e creia que fiquei muito feliz com a sua afirmação. Existimos para quê?

    Fotografias tem muitas, tenho a certeza, e palavras também, mas, por vezes, e por diversos motivos, não exteriorizamos, ou não conseguimos exteriorizar, até darmos "um murro" na mesa. É uma sensação boa, acho.

    Nem todos podemos ir para a mesma área, mas o Humanismo está sempre presente em cada um de nós, embora, por vezes não esteja bem explorado (às vezes, só falta mesmo um "clique").
    A mim falta-me a racionalidade, ah, mas, hoje "estudei" tanto para fazer o trabalho de casa, TPC, que me "propôs", mas fiquei, assim, a saber umas coisinhas sobre Newton e as suas leis.

    Não estão, Nuno. Eliminei-os em finais de abril deste ano, e ninguém mais os pode visualizar, excetuando eu. Como percebi que cada vez que os consultava, o cancelamento ia sendo adiado, tive de deixar de o fazer, e em setembro deixaram de existir mesmo.
    Para satisfazer a sua natural curiosidade, acrescento, que eram blogues de poesia, onde o amor era tema "obrigatório" . Um dia destes, escrevo/deixo aqui, um excerto de um dos meus poemas, que eram longos, e que publicava nos meus blogues.

    Boa terça, com luz.

    ResponderEliminar
  6. Já não há números, já não há números. Então, se eu sei, toda a gente sabe.

    Sorrisos de luz.

    ResponderEliminar
  7. Boa noite, fico a aguardar um excerto de um poema seu! Boa semana.

    ResponderEliminar