segunda-feira, 6 de outubro de 2014



4 comentários:

  1. Bem, já que estou com "a mão na massa", esta foto parece-me a silhueta de uma mulher, e de saltos altos.
    Será?

    Bons sonhos.

    ResponderEliminar
  2. Tratasse de uma mulher de mão dada a uma menina, a passar pela vida. 1.30 segundos de tempo de exposição

    A velocidade do obturador ou tempo de exposição, em fotografia, está directamente relacionada com a quantidade de tempo que o obturador da máquina (câmera) fotográfica leva para abrir e fechar, deixando passar a luz que irá sensibilizar a película fotográfica ou o sensor digital CCD/CMOS e formar a imagem.

    É fácil de perceber que se deixar a máquina a receber luz durante 10 segundos, só vai ficar uma imagem estática e bem definida se nada no cenário que estamos a fotografar se movimentar durante este tempo

    wikipedia

    ResponderEliminar
  3. Olá, Nuno!

    TRATA-SE, então, de uma mulher a passar pela vida com uma criança pela mão. Bem, mas se se TRATASSE de uma mulher exuberante, de saltos altos, salientando-se, por mim e para mim, tudo bem. Era uma foto, com valor, na mesma.

    Obrigada pela elucidação dada, e depois pela explicação fotográfica, baseada numa fonte bibliográfica, Wikipédia, mas é assim que devemos SEMPRE fazer, porque NINGUÉM sabe tudo.

    Então, e a minha nota? Bem, deduzo que não leu o que eu escrevi atrás, ou então, passou-lhe ao lado, sobre a questão das pontes precisarem de pilares. Quando eu tinha blogues, havia um seguidor que me dizia, assim: "eu não respondo a respostas", mas acabava, SEMPRE, por responder, porque as "conversas são como as cerejas", diz o provérbio.

    Estou a ouvir a música de fundo que tem no seu blogue. É agradável, embora eu não saiba de quem se trata.

    O relógio do seu blogue está certo? Desculpe a pergunta, mas, é que, por vezes, parece-me haver discrepância entre o horário em que escrevo os comentários/conversas e o horário de publicação, de libertação dos mesmos. Eu, nunca, consegui acertar os dos meus blogues, e portanto, ficaram a zeros.

    Estou com algum receio de lhe enviar um excerto de um poema meu, porque parece-me que não faz o seu género literário. Intuição? Pois, talvez, mas, a maior parte das vezes, ela não falha. Mas, (não se deve, NUNCA, fazer o que agora fiz agora, isto é, começar uma frase por mas. A conjunção adversativa "mas", é sempre precedida de uma vírgula. Desculpe, estas "chatices" gramaticais, mas eu tenho a mania das "perfeições", e das quais estou muitoooooooooooo longe) só saberei se lhe agrada ou não, se passar à "parte prática", mas não será, ainda, hoje.



    QUERO DAR-TE


    Quero dar-te a coisa mais pequenina que houver

    Bago de arroz

    Grão de areia

    Semente de linho

    Suspiro de pássaro

    Pedra de sal

    Som de regato

    A coisa mais pequena do mundo

    A sombra do meu nome

    O peso do meu coração na tua pele.


    ROSA LOBATO DE FARIA


    PS: esta talentosa escritora, já falecida, escrevia muito melhor que eu, SEM DÚVIDA ALGUMA.


    Um dia mega, mega feliz.

    ResponderEliminar
  4. Boa Noite,
    Desculpe ainda não ter respondido á sua questão, não encontro a melhor forma de explicar, assim que se fizer luz na minha cabeça responderei.
    A musica de fundo? O maravilhoso Tom Waits.
    O relógio? sempre descontrolado como eu, tentarei alterar a curto prazo.
    Então a mania das aperfeiçoes, isso é bom! fico a aguardar um poema seu.
    Bem este poema é simplesmente maravilhoso, não conhecia, nunca li Rosa Lobato de Faria.
    Sou um fraco apreciador de literatura, sempre fugi ás leituras confesso, a escrever dou erros que me farto e sou completamente imperfeito, sou assim...
    Obrigado por ter trazido este Poema.

    Boa Noite Céu.

    ResponderEliminar