segunda-feira, 8 de dezembro de 2014



“O escritor e o fotógrafo utilizam as mesmas ferramentas, mas enquanto um descreve uma imagem com mil palavras o outro descreve mil palavras com uma imagem.”
Jefferson Luiz Malesk






3 comentários:

  1. Olá, Nuno!

    Fui saber quem era o autor desta fabulosa frase, e pra meu espanto ele é brasileiro, embora eu saiba que neste país, cada qual pode ter o nome que muito bem entender. Enfim, assunto, sujeito a "discussão", k não "cabe" neste espaço nem neste contexto.

    Este pensador, este escritor que é "louco", como todos, ou quase, tem frases, tiradas, muito específicas, atinadas e fora do vulgar, do normal, e chama a quem gosta da sua escrita, dos seus livros, loucos. Esta afirmação dele tem muita graça, pke o pensar deste pensador, passo a redundância, que até dá alguns erros ortográficos e de construção de frase, morfológica e sintaticamente falando, é de mestre.

    De facto, fotógrafo é mesmo isto, e escritor é mesmo aquilo, mas são as artes que melhor se completam. Quem diria! Eu, nunca, tinha pensado no assunto antes, mas agora, e juntando as peças do puzzle, encontro a resposta mais que perfeita. "Nunca digas, desta água não beberei" e é bem certeiro este provérbio, pke eu nunca, mas nunca pensei "beber"/"comer" fotografia. Eu jamais fiz uma foto ou peguei numa máquina fotográfica, mas fui alvo, "vítima", de alma e coração, de muitas fotos, e como era bom!

    Foi o Nuno k me mostrou essa realidade, essa simbiose perfeita e total, mas não se impos, não se autovalorizou, houve sim, e em contrapartida, silêncios, nada de explicações, nem respostas, afastamentos, quando achou necessário e o quis, e assim continuará a ser, e eu aceitei e continuarei a aceitar.

    O Nuno sabe ESCOLHER muito bem coisas e pessoas, não excluindo nada nem ninguém. Filtra, decanta, e sabe, INTELIGENTEMENTE, ficar com o que/quem "presta".

    Foram/são os trabalhos do Nuno Correia, as fotos k faz com tanto amor, e ESTA não é exceção, k me chamaram, k me levaram. Esta parece uma foto generalista e distante, mas eu não a sinto como tal. Quando ele a fez, quis mostrar o máximo do k estava a ver e de si mesmo, também. Entregou-se, rendeu-se, portanto, e quando isso acontece em qualquer Arte, a "nota" e o reconhecimento são sempre elevados. Parabéns!
    Então, e o nome da "bichinha"?

    Em relação ao que eu escrevo, e porque não sofro de falsa modéstia, sei que escrevo satisfatoriamente, e k, em geral, agrado, mas aceito quem não goste do meu "estilo". Há "coisas" k escrevo k me satisfazem, outras, NEM POR ISSO, mas não sou uma descontente, uma frustrada em relação ao meu hobby/necessidade, nem a nada na minha vida, graças a Deus.

    E já que a fotografia e a escrita se "casam" tão perfeitamente, continuaremos amigos, com certeza, por muitos anos, pke nos aceitámos como cada um é.

    Uma curiosidade, Nuno: sabia que a mulher, mesmo a do papel, do Tom Waits é quem lhe escreve as letras das canções k ele interpreta? Inicialmente, era ele, que as fazia, mas depois, foi tal a cumplicidade e aceitação entre ambos, embora mtoooooooooooo diferentes, que já são "dois em um", e tem três filhos. Ora, os opostos atraem-se, diz-se na Física, e é verdade, então.

    RESUMINDO: já não sei se fui eu k "entrei" no seu dia a dia, na sua vida, ou se foi o Nuno na minha, mas isso para nós, penso k posso falar no plural, é irrelevante.

    Uma excelente e serena noite.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Boa noite, Céu.

    Palavras e imagens, porque as fazemos como quem gosta, assim entrarei na sua vida, a Céu na minha porque ambos somos selectivos, partilhamos o que melhor que fazemos e vamos criando laços mais fortes de amizade.

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar